A importância de um abraço

0
128

O abraço é uma emoção em variadas potências e, como tudo na vida, é necessário alcançar um ponto de equilíbrio em todas as suas nuances e intensidades.

“Um abraço com um ‘aperto esmagador’ incomoda; um abraço leve demais é má vontade.”

O abraço é tão revelador que, por meio dele, cognitivamente entendemos a intenção de quem abraça e a recepção do abraçado. O abraço torna-nos tão transparentes que não conseguimos esconder a realidade dentro desse ato.

É como se, sempre, o abraço surpreendesse.

Um dos fatores é porque o toque é algo muito íntimo, o outro fator é por ser raro. Não estamos todos os dias abraçando pessoas pela rua, pelo menos a maioria não.

Abraço é um afeto que é um fenômeno emocional, agradável ou desagradável, produzido por uma influência exterior de quem abraça e revela a resposta da emoção e do sentimento da pessoa que é abraçada. Promove a sensação de bem-estar se o receptor estiver também na mesma sintonia.

Há quem não goste do abraço, seja pela cultura, seja pela infância. Pessoas que convivem com pais que evitam o contato físico, pensar em ser abraçado pode deixá-las desconfortáveis. E há também o comportamento oposto por necessidade e falta. Crianças cercadas pela falta de toques físicos podem crescer com a necessidade de suprir essa carência e, portanto, são mais propensas a querer abraçar.

Abraço não pode sair dando por aí.

É importante que evite abraçar alguém ao menos que tenha intimidade com a pessoa. O abraço se torna necessário em certas situações, mas pode tornar-se demasiado e evasivo em outras. Sem contar que o seu abraço será mais valorizado quando raro do que quando praticado sempre. Claro, tirando o abraço fraternal, que é diferente.

Temos que reconhecer o sinal do outro e responder igual ou estaremos, quem sabe, extrapolando o limite da intimidade.

O abraço nos filhos

Ao abraçar nossos filhos, estamos desde já alimentando um futuro adulto com uma elevada autoestima e ajudando na produção da ocitocina, que é responsável pelo desenvolvimento da personalidade.

O abraço amigo

Aquele seu amigo que te faz sorrir e está sempre ao seu lado. Um bom abraço num momento de empolgação, mesmo aquele meio de lado, não faz mal nenhum. Claro, é um abraço sem jeito, mas que pode significar o quanto você o aceita e o quanto ele é importante.

Abraço na paquera

Tem que ter cuidado com esse tipo de abraço. Pois caso esteja apaixonado, o abraço pode revelar a intenção e a resposta não pode ser agradável. Tem que saber a hora de abraçar, pois as intenções logo reveladas podem pôr fim ao mistério, que é o que abastece a paixão. As intenções devem ser demonstradas aos poucos e sem excesso e sem se tornarem sufocantes.

Abraço na pessoa amada

Esse é o tipo de abraço que podemos dar muitos. Quando o amor é mútuo, o abraço revela a saudade, mesmo que num curto espaço de tempo sem se verem. O abraço de duas pessoas que se amam revela a intimidade e confirma a intenção. O abraço de duas pessoas que se amam é uma confirmação de que o amor ainda está ativo e evidente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui